Afrofuturismo • Cultura Digital • Experiências Imersivas • Oficinas

Lab Quilombola

Um laboratório para reunir a complexidade cultural e identitária dos povos da diáspora africana com a cultura digital, e promover o desenvolvimento de produções afrocentradas, e o posicionamento do povo negro no centro das visões de futuro, através do uso das novas tecnologias.

O projeto visa o encontro entre mestres da cultura ancestral afro-brasileira, com artistas e ativistas da cultura digital (designers, artistas, creative coders, makers) com o objetivo de realizar um laboratório afrofuturista, que mistura saberes ancestrais afro-centrados e novas tecnologias, para a produção de peças de artes visuais em multilinguagens.

PesquisadoraAntropólogaArticuladoraProdutora

Estamos buscando

Sabe aquela mulher sagaz, com ginga na pesquisa e ativismo de cultura popular?

Aquela que ama cultura afro-brasileira, arte e constroi laços para que projetos relevantes aconteçam?

Que valoriza a sabedoria ancestral e percorre quilombos para aprender com seus mestres e mestras?

Pois bem, se você se identifica com este perfil, estamos procurando você!

Buscamos aqui na Maranha uma profissional que pesquise, articule, e conheça quilombos e quilombolas do estado de São Paulo.

Que possa nos ajudar a identificar territórios e personagens singulares na salvaguarda da cultura afro-brasileira. E que consiga estabelecer laços entre essas comunidades e nosso novo projeto.

Acreditamos que uma equipe de trabalho diversa e representativa da identidade brasileira é base para execução de projetos de impacto. Por isso, a vaga é exclusiva para mulheres e mulheres negras têm prioridade em nosso processo de seleção.

O que trazer com você

Botamos fé num perfil versátil e com experiências em pesquisa, articulação, produção artística e de narrativas.

Não há uma formação acadêmica exigida, pretendemos olhar para sua trajetória e valorizar: a sua capacidade de mediação e articulação; um conhecimento significativo de alguns territórios quilombolas do estado de São Paulo; os laços estabelecidos com mestres, mestras, guardiões e detentores de um saber e fazer tradicionais destes territórios; além de projetos e vivências com os quais contribuiu;

Bacana demais se você também for antenada em áreas ligadas à cultura, arte, cultura digital, diáspora africana, afrofuturismo e transformação social.

As responsas

Você vai ser a principal responsável por

mapear quilombos do estado de São Paulo; identificar detalhes das características culturais e de personagens singulares desses territórios; estabelecer laços entre comunidades Quilombolas e um projeto artístico e cultural de impacto social.

Enfim, mobilizar afetos na construção de um projeto de cultura Afro-Brasileira com encontros, vivências e partilha de saberes.

A estrutura de trabalho

A dedicação é com horários e dias flexíveis, com média de
20h semanais de atuação.

O início é imediato e o primeiro contrato é de 2 meses.

A remuneração será de
R$ 4.000,00/mês.
E a forma de contratação é PJ.

Aplicação

Acesse o formulário que a gente preparou para te conhecer melhor.

Estamos sempre abertos a ler e ouvir respostas para as perguntas que não fizemos.

Recebemos
as candidaturas
até 19/04

Se faltou algo,
escreva para
ola@maranha.com.br

UMA PRODUÇÃO

PATROCÍNIO

REALIZAÇÃO

Afrofuturismo • Cultura Digital • Experiências Imersivas • Oficinas