VIDA BEM-VINDA

2019
DOCUMENTÁRIO AUTORAL

Vida Bem-vinda é um curta metragem que acompanhou o cotidiano da Casa Angela por dois anos e mostra a preparação de mulheres gestantes para um momento sagrado: A CHEGADA DE SEUS BEBÊS.

Depois de fazer mais de 2.000 partos humanizados, a Casa Angela completa 10 anos de atendimento a gestantes e bebês em um ambiente acessível, seguro e respeitoso, na periferia da Zona Sul de São Paulo.

CASA ANGELA 10 ANOS.

Em 1983, a parteira alemã
Angela Gehrke chegou
ao Brasil em missão voluntária.
Seu trabalho se consolidou em
São Paulo, na favela Monte Azul.

Em 15 anos de atuação,
acompanhou mais de 1.500 partos
com baixos índices de intervenção.

Após sua morte, no ano 2000,
seu legado motivou a construção
da Casa Angela.

Os indicadores são preocupantes!

Segundo pesquisas, uma em cada quatro mulheres sofre violência obstétrica no Brasil, onde 56% dos partos realizados são cesáreas. Esse número sobe para 88% se considerada a rede privada de saúde, sendo que a indicação da Organização Mundial da Saúde recomenda que no máximo 15% dos partos sejam cesarianas e muitos países conseguem respeitar essa porcentagem.

O termo “parto humanizado” surge para relembrar que para a humanidade o parto sempre foi instintivo e natural, mas que por algumas décadas tentamos interferir mecanicamente, não respeitando a mulher e seu tempo, o tempo do bebê, o bebê como indivíduo.

É nesse sentido que se dá o trabalho do Centro de Parto Humanizado Casa Angela, oferecendo assistência humanizada ao parto, para lembrar-nos que um “parto humanizado”, é só o que deveria ser qualquer parto, o parto de toda mulher, o começo de toda vida nova. E em comemoração aos dez anos de Casa Angela, viemos contar sua história.

Tem uma ideia ou projeto? Conta pra gente! 🙂
ola@maranha.com.br

FICHA TÉCNICA

Direção
Carolina Evangelista
Tiago Pereira

Produção
Amanda Meskauskas
Tiago Pereira

Direção de fotografia
Bruno Bertogna
Tiago Pereira

Montagem
Tiago Pereira
Victor Dias

Roteiro cocriado
Amanda Meskauskas
Bruno Bertogna
Carolina Evangelista
Caroline Iguchi Ferreira
Francine Even Cavalieri
Franciely Schermak
Isabella Santos
Juliana Rebelo
Lukas Doraciotto
Maria Natália Silva de Jesus
José Moacir de Lacerda Junior
Tiago Pereira

Direção de Arte
Lukas Doraciotto

Imagens Aéreas
Victor de La Rosa

Fotografia adicional
Bia Takata
Kalu Gonçalves
Lukas Doraciotto

Colorização
Marcelo Rodriguez

Animações
Bruno Bertogna

Tratamento de vozes
Diego Depane

Trilhas sonoras
Obatalá,
álbum de 2011,
Metá Metá

Mercado e Azul,
álbum Duas Cidades,
Baiana System

Losthurt e Deixa,
álbuns Pequeno Céu e Sargaço,
Pequeno Céu

Agradecimentos
Alessandra Haro
Associação Comunitária Monte Azul
Dani Teixeira
Francine Even Cavalieri
Isabella Santos
Guilherme Peluci
José Moacir de Lacerda Junior
Kathiane Dutra
Manuel Huerta
Máquina de Louco (Selo/Editora BS)
Marcio Black
Maria Natália Silva de Jesus
Pujança
Simon Fuller
Thiago França
Ute Craemer

Administrativo & Financeiro
Daniele Camilo
Gisele Rocha

Menu